Você está aquiMunicípios e Estados se reúnem para discutir ações voltadas a idosos

Municípios e Estados se reúnem para discutir ações voltadas a idosos


By ebapi - Posted on 26 abril 2019

I Seminário Nacional da EBAPI

Promovido pelo MDS, primeiro encontro nacional reuniu cerca de 250 gestores que atuam em favor da pessoa idosa

Brasília - Desenvolver políticas públicas que garantam melhor qualidade de vida para os idosos. Foi com esse objetivo que 250 gestores públicos se reuniram em Brasília, nesta segunda-feira (26), durante o Seminário Nacional Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa. São representantes de municípios e Estados que aderiram à estratégia coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

A ação tem por objetivo promover melhorias na infraestrutura, na mobilidade, nos serviços e na garantia de direitos para um envelhecimento ativo, saudável e sustentável. O foco são, principalmente, idosos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, com mais de 60 anos. A iniciativa já conta com a adesão de cinco Estados e 311 cidades, além do Distrito Federal.

No Brasil, cerca de 30 milhões de pessoas são idosas. Em 2060, esse número deve chegar a 73 milhões, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Queremos preparar os municípios para acolher esses idosos em várias frentes, desde a proteção, inclusão social e mobilidade, até ações como inclusão digital e atividades de lazer”, explicou a ministra em exercício do Desenvolvimento Social, Tatiana Alvarenga.

Ao aderirem à estratégia, Estados e municípios se comprometem a cumprir algumas metas, como realizar a busca ativa das pessoas idosas que têm direito ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), além de possuírem autonomia para desenvolver outras ações que beneficiem o público-alvo.

De acordo com o diretor do Departamento de Atenção ao Idoso da Secretaria Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano, Leonardo Milhomem, para que se obtenham os resultados esperados é necessária a participação dos idosos. “A população é protagonista na realização da estratégia e do diagnóstico sobre a situação do município nos serviços que envolvem o envelhecimento”, afirmou.

Certificado - No seminário, 200 municípios receberam o certificado por terem aderido à estratégia do MDS, lançada em abril deste ano. Balneário Camboriú (SC) foi a primeira cidade a receber o selo “plano” por já ter uma experiência no setor e apresentado um plano de ações. “Com esse reconhecimento, nosso desafio passa a ser maior porque vamos tentar aprimorar ainda mais as nossas políticas públicas”, destacou a secretária da Pessoa Idosa e da Inclusão Social do município, Christina Barrichelo. “Os gestores devem começar a entender que daqui a pouco vamos precisar de mais geriatras. Todos devem começar a pensar, agir e produzir para essa faixa etária”, completou.

O planejamento e a valorização da pessoa idosa é o que também defende o representante da Organização Pan-Americana da Saúde e da Organização Mundial da Saúde, Bernardino Vitória. “É importante que as ações sejam pensadas agora e o papel da pessoa idosa na sociedade”, defendeu. O seminário nacional ocorre até a próxima quarta-feira (28), em Brasília.

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Social, em em 26/11/2018
http://mds.gov.br/area-de-imprensa/noticias/2018/novembro/municipios-e-estados-se-reunem-para-discutir-acoes-voltadas-a-idosos

Tags

Buscar

Fique por dentro

Eventos